CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Anvisa recebe pedido de uso emergencial da vacina do Butantan para Covid-19

maximweb 1 semana ago

As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se os documentos necessários estão disponíveis

 

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu nesta sexta-feira (8) o pedido de autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental da vacina Coronavac. De acordo com o órgão, o pedido foi enviado pelo Instituto Butantan, que no Brasil conduz os estudos da vacina desenvolvida pela empresa Sinovac.

Ainda segundo a Anvisa, o órgão já iniciou a triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial que o laboratório pretende fazer.

Anvisa dá aval à fábrica de insumos da Coronavac na China

Anvisa prorroga validade de testes estocados para Covid-19 que estavam perto de expirar

As primeiras 24h serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e checar se os documentos necessários estão disponíveis. Se houver informação importante faltando, a Anvisa pode solicitar as informações adicionais ao laboratório. O prazo de 10 dias, não considera o tempo do processo em status de exigência técnica.

Análise do uso emergencial

Para fazer sua avaliação, a Anvisa vai utilizar as informações apresentadas com o pedido e também as informações já analisadas pela Anvisa por meio da Submissão Contínua. A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar, envolve especialista das áreas de registro, monitoramento e inspeção. A equipe vem atuando de forma integrada, com as ações otimizadas e acompanhadas pela Comissão que envolve 3 Diretorias da Agência.

O objetivo agora da Anvisa é fazer a análise do uso emergencial em até 10 dias, descontando eventual tempo que o processo possa ficar pendente de informações, a serem apresentadas pelo laboratório.

Vacina com eficácia de 78%

Na última quinta-feira (7), o Instituto Butantan divulgou que a vacina tem 78% de eficácia em casos leves de Covid-19. Os testes finais indicaram que a Coronavac possibilitou que os voluntários vacinados que pegaram a Covid-19 não piorassem seus quadros clínicos.

De acordo com o Governo de São Paulo, a vacina garantiu proteção total contra casos graves e mortes provocadas pela doença. “Isso significa que ela tem elevado grau de eficiência e de eficácia para proteger contra a Covid-19″, disse o governador de São Paulo, João Doria. “As pessoas que forem imunizadas com a vacina do Butantan terão entre 78% e 100% menos possibilidade de desenvolverem a Covid-19 do que uma pessoa que não receber o imunizante”.

Os cientistas do Butantan comemoraram os resultados com gritos e aplausos. Veja no vídeo abaixo:

 

Quero receber conteúdos exclusivos do Dias Melhores


ASSUNTOS RELACIONADOS


Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *