CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Avião com três brasileiros está desaparecido na Argentina; veja o que se sabe

maximweb 3 meses ago

Um empresário, um médio e um advogado estariam a bordo da aeronave.

 

Um avião de pequeno porte com três brasileiros a bordo desapareceu do radar, na tarde desta quarta-feira (6), enquanto sobrevoava as proximidades da vila de Bahía Bustamante, na Argentina. Equipes de buscam tentam localizar a aeronave.

Os passageiros são o empresário catarinense Antônio Carlos Castro Ramos, o médico Gian Carlo Nercolini, também de Santa Catarina, e o advogado Mário Pinho. A informação foi revelada ao jornal O Globo pela ACCR Construções, empreendimento de qual Ramos é dono.

Além de proprietário da aeronave, o empreendedor ainda seria o operador do veículo aéreo, conforme a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).  A família dele já viajou em direção ao país vizinho para acompanhar as buscas.

O QUE HOUVE

A Busca e Resgate de Comodoro informou a Defesa Civil argentina, por volta das 17h, sobre o desaparecimento de uma aeronave, que perdeu contato com o radar a cerca de 48 quilômetros a nordeste da cidade, na província de Chubut. A Defesa Civil comunicou o fato momentos depois, às 18h30.

Durante o voo, chovia na região, e, segundo o presidente do Aeroclube Lago Argentino, Freddy Vergnole, os tripulantes foram avisados sobre as más condições do tempo antes de decolarem. Ainda conforme ele, eles teriam realizado uma parada alternativa em Puerto Deseado, mas decidiram seguir viagem.

Uma das hipóteses de Vergnole é que o trio tenha se deparado com uma formação de gelo durante o voo. “Aparentemente eles carregavam muitas formações de gelo nas asas, o que produz um peso que não permite que você voe”, declarou ele à imprensa local.

No entanto, as autoridades locais evitam afirmar que as condições climáticas têm relação com a perda de comunicação com o veículo.

TRAJETO DO VOO

O avião saiu de El Calafate com destino a cidade de Treleu e, conforme o diretor da Defesa Civil de Chubut, José Mazzei, três aeronaves teriam saído juntas do local, sendo que duas delas tinham como destino a cidade de Puerto Madryn e conseguiram chegar.

Conforme o jornal argentino Diário Jornada, o veículo onde o trio estava a bordo era um monomotor RV-10 com matrícula PP-ZRT, de origem brasileira. Segundo a ANAC, ele possui capacidade para três passageiros e o peso máximo de decolagem é de 1.224 quilos.

 

 

Conforme um jornal argentino, o veículo onde o trio estava a bordo era um monomotor RV-10 com matrícula PP-ZRT, de origem brasileira

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *