CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Presidente argumentou que o texto aprovado pelo Congresso Nacional não previa fonte de custeio para sustentar o programa; bancada feminina promete reação

 

Presidente Jair Bolsonaro afirma que custos previstos por parlamentares estavam distorcidos

 

Diante das críticas de parte do Congresso, sobretudo da bancada feminina, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 7, que foi obrigado a vetar o projeto de lei que garantia a distribuição gratuita de absorventes para mulheres de baixa renda em função de um possível crime de responsabilidade. Na justificativa para o veto, Bolsonaro argumentou, entre outros motivos, que o texto aprovado não previa fonte de custeio para as medidas. “Quando qualquer projeto cria despesa, o parlamentar sabe que tem que apresentar a fonte de custeio. Quando não apresenta, se eu sanciono, eu estou em curso no artigo 85 na Constituição, é crime de responsabilidade. Agora isso é feito proposital para desgastar. Cria uma onda terrível no Brasil”, justificou.

 

 

 

 

Fonte: Jovem Pan

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *