CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Brasil registra dois casos da nova variante Deltacron, diz ministro da Saúde

maximweb 2 meses ago

Marcelo Queiroga confirmou que a nova versão do coronavírus já está no território nacional.

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou, nesta terça-feira (15), que o Brasil registrou os primeiros casos da variante Deltacronum no Amapá e outro no Pará. A nova versão do coronavírus é formada pela combinação das variantes Delta e Ômicron.

“Nosso serviço de vigilância genômica já identificou dois casos no Brasil. Um no Amapá, outro no Pará. E nós monitoramos todos esses casos, isso é fruto do fortalecimento da capacidade de vigilância genômica no Brasil”, declarou o gestor a jornalistas na entrada do prédio da pasta.

Na ocasião, Queiroga disse que o Governo está monitorando a variante de importância. Ele ainda reforçou a importância de a população tomar a dose de reforço da vacina contra a Covid-19.

“As medidas são as mesmas, e, se eu tivesse, meu amigo e minha amiga que me ouve, que indicar uma medida, é a aplicação da dose de reforço. Aplicar a dose de reforço é importante”, orientou o ministro.

DELTACRON

A existência da variante resultado da combinação entre a Delta e a Ômicron foi confirmada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na última quarta-feira (9).  A líder técnica de Covid da entidade, Maria van Kerkhove, publicou no Twitter que os recombinantes eram “esperados, especialmente com intensa circulação de Ômicron e Delta”, e que sua equipe estava “rastreando e discutindo” a variante.

Segundo as informações, embora vários países suspeitassem do surgimento de uma variante “Deltacron”, os virologistas franceses enviaram a sequência genômica completa ao banco de dados internacional de Covid-19, confirmando a nova cepa oficialmente.

Os pesquisadores, contundo, não acreditam que isso seja motivo de preocupação já que agora há imunidade substancial na população humana contra ambas as variantes — graças à vacinação.

 

 

 

A nova versão do coronavírus é conformada pela combinação das variantes Delta e Ômicron

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *