CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Cotas esquecidas do PIS/Pasep acumulam mais de R$ 23,5 bilhões; veja se você tem direito

maximweb 3 semanas ago

Os trabalhadores que têm dinheiro esquecido podem sacar a cota pelo aplicativo FGTS, independentemente da idade.

 

Benefício tem valor máximo de um salário mínimo

 

Brasileiros que tenham sido empregados no período de 1971 a 4 de outubro de 1988 devem verificar junto à Caixa Econômica Federal a possibilidade de ter cotas do PIS a sacar. São mais de R$ 23,5 bilhões esquecidos por cerca de 10,6 milhões de beneficiários.

Os trabalhadores com dinheiro esquecido podem sacar a cota pelo aplicativo FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), independentemente da idade. Herdeiros de trabalhadores nesta condição também podem ter dinheiro para receber.

O dinheiro pode ser sacado por beneficiários que ainda não retiraram a cota do Pasep no Banco do Brasil ou do PIS na Caixa, e que tiveram os valores transferidos ao FGTS.

Como sacar o abono salarial?

O trabalhador pode sacar a cota e conferir o valor exato que tem para receber diretamente pelo aplicativo oficial do FGTS. A retirada pode ser feita até 1º de junho de 2025.

O que acontece caso o valor não seja sacado no prazo?

O beneficiário tem o prazo de cinco anos para sacar o valor de abono salarial que foi liberado.

Mas, caso o saque não ocorra ainda durante o cronograma de pagamentos corrente, é necessário esperar o calendário seguinte para conseguir movimentar o dinheiro.

Como o herdeiro pode sacar o dinheiro do FGTS e PIS/Pasep? 

Para sacar os valores do FGTS e PIS/PASEP, o herdeiro deve se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal e apresentar os documentos abaixo:

  • Identidade do herdeiro;
  • Número do PIS/PASEP/NIS do falecido;
  • Carteira de trabalho do falecido;
  • Certidão de nascimento ou RG e CPF para o dependente menor de idade;
  • Declaração de dependentes habilitados à pensão.

A consulta do saldo disponível para saque pode ser feita no site da Caixa, através do aplicativo do FGTS ou pessoalmente em agências.

Quem tem direito ao PIS/Pasep 2022?

Para ter direito ao pagamento, é necessário:

  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos durante o 2020;
  • Ter exercido atividade remunerada para Pessoa Jurídica, durante pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, em 2020;
  • Ter os dados informados pelo empregador (Pessoa Jurídica) corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.

CONFIRA OS CANAIS PARA SABER SE VOCÊ TEM DIREITO:

PIS (TRABALHADOR DE EMPRESA PRIVADA):  

  •  No Aplicativo Caixa Trabalhador
  • No site da caixa
  • Pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207

PASEP (SERVIDOR PÚBLICO):

  • Pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);
  • 0800 729 0001 (demais cidades);
  • 0800 729 0088 (deficientes auditivos). ​

Como consultar o PIS/Pasep 2022?

Com o CPF em mãos, siga o passo a passo abaixo:

  •  Acesse o site “Meu INSS”;
  • Clique em “Entrar”;
  • Caso não tenha cadastro, a plataforma vai pedir que faça um. Para isso, basta preencher os campos, com CPF, data de nascimento, nome, e-mail, celular, nome da mãe e estado;
  • Após o cadastro, digite o número do seu CPF e a senha;
  • Pronto, faça a consulta do PIS online.

Novo valor do PIS/Pasep 2022

O Abono Salarial tem o valor máximo de um salário mínimo, corrigido de acordo com o ano dos pagamentos. Com isso, os valores pagos podem aumentar no próximo ano, já que o Governo propôs um reajuste para o novo salário ser de R$ 1.169.

A proposta orçamentária para 2022 foi enviada ao Congresso nesta semana e ainda depende de aprovação.

O valor do Abono Salarial é de até um salário mínimo, proporcional aos meses trabalhados no ano-base. Se ela trabalhou o ano todo, recebe um salário mínimo. Se trabalhou um mês, ganha proporcionalmente: 1/12 do salário mínimo.

Assim, os benefícios podem variar de R$ 97,41 a R$ 1.169, enquanto neste ano foi de vai de R$ 92 a R$ 1.100. Veja como podem ficar os novos valores:

  • 1 mês trabalhado: R$ 97,41
  • 2 meses trabalhados: R$ 194,82
  • 3 meses trabalhados: R$ 292,25
  • 4 meses trabalhados: R$ 389,66
  • 5 meses trabalhados: R$ 487,08
  • 6 meses trabalhados: R$ 584,49
  • 7 meses trabalhados: R$ 681,91
  • 8 meses trabalhados: R$ 779,32
  • 9 meses trabalhados: R$ 876,74
  • 10 meses trabalhados: R$ 974,16
  • 11 meses trabalhados: R$ 1.071,57
  • 12 meses trabalhados: R$ 1.169

Há como antecipar o PIS/Pasep 2022?

O pagamento do Abono Salarial segue um calendário fixo que ainda não foi divulgado, não sendo possível adiantar as datas de pagamento.

Os beneficiários recebem conforme mês de aniversário (para trabalhadores de empresa privada, que recebem o PIS) ou número final do NIS (para servidores públicos, que recebem o Pasep).

Por que o PIS/Pasep foi suspenso em 2021?

A suspensão do calendário ainda neste ano se deu devido a uma decisão do Codefat em acordo com a Controladoria Geral da União (CGU).

O benefício que seria pago ainda este ano foi adiado para o ano que vem para aliviar os cofres do governo, que teve dificuldade de fechar as contas para compor o Orçamento 2021 dentro do teto de gastos.

Segundo números oficiais, o adiamento no pagamento representará uma economia de R$ 7,45 bilhões em despesas neste ano.

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *