CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Defesa do ex-goleiro Bruno entra com pedido de liberdade condicional

maximweb 1 mês ago

Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por mandar matar a ex-namorada Eliza Samudio.

 

A defesa do goleiro Bruno Fernandes entrou com um pedido de liberdade condicional na Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, no último sábado (18). Em 2013, Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão por mandar matar a ex-namorada dele, Eliza Samudio. Atualmente, ele cumpre a pena em regime aberto. As informações são do jornal O Globo.

Caso a Justiça aceite o pedido protocolado pelo advogado Luiz Gregório, que representa o ex-atleta, Bruno terá que cumprir algumas condições legais, como “obter ocupação lícita”, impostas pela Vara de Execuções Penais.

No entanto, ele não terá restrições de horário para chegar em casa e poderá viajar sem autorização judicial, como acontece no momento.

DÍVIDAS E LANCHONETE

Bruno tem uma dívida de cerca de R$ 3 milhões de pensões alimentícias atrasadas do filho, Bruninho, fruto do envolvimento dele com Eliza Samudio. Segundo o portal Terra, é comum avistar o ex-jogador dirigindo vários modelos de carros novos pelo litoral norte do Rio.

Aposentado dos gramados em maio de 2021, o ex-goleiro inaugurou, em fevereiro deste ano, uma lanchonete em São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro. A inauguração revoltou intenautas nas redes sociais.

 

 

Bruno cumpre pena em regime semiaberto domiciliar desde julho de 2019, quando deixou o presídio em Varginha, Minas Gerais

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *