CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Nego do Borel enviou mensagem a assessor antes de desaparecer: ‘não estou aguentando a pressão’

maximweb 2 semanas ago

Até o momento, o caso está sob investigação da 42ª DP, no Rio de Janeiro

 

Nego do Borel

Nego do Borel chegou a fazer publicação afirmando estar quadro depressivo

 

Pouco antes de desaparecer, ainda na manhã de segunda (4), o cantor Nego do Borel entrou em contato com o assessor de imprensa pessoal, Anderson Faria da Silva. “Obrigado por tudo, você é f…, foi f…, mas eu não estou aguentando a pressão, estou com depressão“, escreveu o artista em mensagem.

Segundo a mãe de Borel, Roseli Viana Pereira, que registrou Boletim de Ocorrência informando o desaparecimento do filho na noite de segunda-feira, o sumiço veio após o que teriam sido os últimos contatos com amigos e familiares.

Na 42ª DP, no Rio de Janeiro, Roseli informou durante o registro do B.O que encontrou o filho durante a manhã chorando em casa. Na ocasião, ele teria dito que a amava, além de pedir para que ela não a impedisse de fazer o que ele queria.

Além das declarações, Roseli contou ter encontrado uma folha de caderno com mensagem. “A Fazenda vai me pagar, fez minha mãe chorar…”, dizia o bilhete que, no entanto, não foi apreendido pela polícia.

A mensagem faria referência ao acontecimento em setembro, quando Nego do Borel foi expulso do reality show após ser acusado de estupro de vulnerável contra a modelo Dayane Mello.

Atualmente, Lenon Maycon Viana, nome de batismo de Nego do Borel, é alvo de investigação da Polícia Civil de São Paulo, em inquérito que apura o possível crime.

Depressão

Conforme colegas do artista, ele enfrenta um quadro de “depressão profunda” desde a expulsão do reality rural.

De acordo com a assessoria do funkeiro, em nota ao colunista Leo Dias, do Metrópoles, a família está “desesperada”. Nego do Borel tem apresentado oscilações de humor, onde chega a chorar muito em determinadas situações, após aparentar estar bem.

 

 

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

 

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *