CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Paulinha Abelha – morte da cantora pode resultar em pena por homicídio e estelionato

maximweb 3 meses ago

Após morte de Paulinha Abelha, pena pode resultar em homicídio e estelionato; entenda.

 

A morte da cantora Paulinha Abelha, que era vocalista da banda Calcinha Preta, pegou de surpresa quem acompanhava a trajetória do grupo.

Isso porque a cantora faleceu de forma repentina, aos 43 anos. A morte de Paulinha foi envolvida em mistério, sem motivo nítido, o que despertou a curiosidade de muitos.

Na última semana, um receituário médico revelou que Paulinha Abelha fazia uso de 17 substância. A maioria delas para emagrecimento.

Depois dessa descoberta, é possível que a morte de Paulinha possa resultar em pena por homicídio e estelionato caso seja identificado um suposto responsável.

Pena por morte de Paulinha Abelha

Na teoria, é possível que profissionais (sejam eles qualificados ou não) prescreveram substâncias encontradas no corpo de Paulinha Abelha.

Caso sejam identificados responsáveis pela morte de Paulinha, em uma possível relação com o uso de substâncias, penas são previstas no Código Penal.

O profissional que comprovadamente prescreveu o consumo de substância para Paulinha pode sofrer pena por homicídio, após processo legal.

Isso está previsto no art. 121 do Código Penal (CP), com pena de reclusão, de seis a vinte anos. Mesmo sem a intenção de matar, a justiça brasileira costuma manter a sua condenação.

Com o Juiz considerando a morte de Paulinhade forma culposa (negligência, imprudência ou imperícia), há diminuição da pena para um a três anos.

Além disso, também é possível a condenação no art. 132 (CP), que trata de Periclitação de Vida ou Saúde, com pena de detenção de três meses a um ano.

Outras penas

Caso a Justiça entenda que a atitude de quem prescreveu as substâncias foi para obter vantagem ilícita, pode haver condenação em estelionato (art. 171, CP).

Nesse caso, a pena seria de reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Já aqueles que descumprem os limites de sua profissão ou fazem exercício ilegal, no caso de prescrever substâncias indevidas a Paulinha, podem sofrer pena de detenção de seis meses a dois anos, conforme art. 282 do Código Penal.

 

 

Paulinha Abelha, do Calcinha Preta, faleceu aos 43 anos. Sua morte pode resultar em pena por homicídio e estelionato – FOTO: Reprodução/Instagram

 

 

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *