CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Tasso defende convocação de especialistas e ministros após início da CPI da Covid-19

maximweb 3 meses ago

Em entrevista, o senador apontou prioridades, mas ponderou: “não chamaríamos Bolsonaro agora”

 

O plano de trabalho da CPI da Covid-19 está em processo de elaboração, segundo o senador cearense Tasso Jereissati (PSDB), membro da comissão. Ele projeta, contudo, que especialistas e ex-auxiliares do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)  devem estar entre os primeiros ouvidos.

Ao Sistema Verdes Mares, o tucano também afirmou que uma “certeza” é a convocação do atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Sobre o chefe do Palácio do Planalto, disse: “o Bolsonaro eu acho que não chamaríamos agora”.

“Existe um grupo, hoje, coordenado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), que está fazendo um plano de trabalho junto com técnicos de várias áreas. Ele vai submeter esse plano de trabalho à Comissão e esse plano de trabalho é que vai definir quais serão as prioridades”, ressaltou.

Ainda assim, Tasso defendeu ser importante ouvir “todos os cientistas que têm dados sobre o que e por que (a crise sanitária) poderia ter sido evitada; todos os envolvidos nessa questão, do ministro da Saúde ao ministro das Relações Exteriores, por exemplo; e também o lado jurídico, para saber se existiram ou não situações que possam ser consideradas crimes de qualquer natureza – por omissão ou por ação”.

Já o atual ministro da Saúde deve comparecer à CPI, segundo o senador, para “dar um retrato de onde nós estamos”.

 

 

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *