CARREGANDO

Digite o artigo que você procura

Marcos Silas Neves de Souza era procurado pela Justiça

Preso chefão que enviava cocaína para a Europa pelos portos de Paranaguá e Itajaí

 

Marcos Silas Neves de Souza, de 37 anos, foi preso em uma clínica de cirurgia plástica na região da avenida Paulista, em São Paulo.

Ele se preparava para mudar a fisionomia quando foi surpreendido por policiais civis do DHPP (Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa), de São Paulo, e do Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial), uma equipe de elite da Polícia Civil do Paraná.

Marcos Silas usava documentos falsos, mas na hora da prisão, admitiu ser procurado pela Justiça paranaense.

Com ele, os investigadores encontraram quase R$ 16 mil em dinheiro, que seriam usados para pagar parte da cirurgia estética.

Segundo a Polícia Civil do Paraná, Marcos Silas é um dos maiores traficantes do Brasil, responsável pela remessa de cocaína pura para a Europa a partir dos portos de Paranaguá (PR) e também Itajaí (SC).

Entre os policiais civis, Marcos Silas chega a ser comparado a André de Oliveira Macedo, o André do Rap, também dos maiores traficantes do país. Preso em 2019 pelo DHPP em uma mansão em Angra dos Reis (RJ) e solto meses depois pelo STF (Supremo Tribunal Federal), novamente ele é considerado foragido da Justiça depois de uma nova decisão do Supremo.

Marcos Silas é um ex-integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital). Ao abandonar a facção criminosa paulista, passou a ser jurado de morte pelo crime organizado.

Ainda de acordo com a polícia paranaense, Marcos Silas tem um patrimônio milionário, incluindo fazenda, imóveis de luxo, barcos e carros importados. O acusado, que chegou a ser considerado o criminoso mais procurado do Paraná e do Sul do país, já tem passagens por homicídios, tráfico e roubos.

 

 

 

 

 

Fonte: Band

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *